Meia Maratona de Pomerode - 21km

Pomerode,(SC) 28 de outubro de 2012. Depois dos 42 km na Maratona de Santa Catarina, fiz uma pausa de recuperação de três semanas, voltando aos treinos apenas uma semana antes da Meia de Pomerode. Nos dias que antecederam a prova, o pensamento era de completar abaixo de 1h45m.


A caminho da largada, passamos pelo trajeto da prova que já estava sinalizado com cones e devidamente indicado a cada quilômetro, com placas no acostamento. Antes da largada, o pensamento de baixar o tempo, foi tomado pela preocupação de voltar a sentir as dores no joelho direito, que surgiram durante a maratona.

Subestimei o preparo. Não me alimentei devidamente nos dias anteriores, e nem levei carbogel para a prova. Subestimei a distância. Mesmo com o percurso plano e em asfalto, pela primeira vez em um prova de 21km, em alguns pontos precisei caminhar para recuperar o fôlego. No quilômetro 12, já sentindo o clima abafado e a falta de carboidrato, avistei um ponto de isotônico. Foi a salvação. Nos metros seguintes, era possível encontrar isotônicos abertos, deixados pela organização, sobre as cercas das casas e terrenos.

No quilômetro 15, havia um ponto de chopp, o diferencial da prova. Alguns corredores à minha frente caminhavam e sorviam de um chopp gelado. Quando me aproximei do quilômetro 17, resolvi recuperar o tempo e completar a prova abaixo de 2h. Deu certo. Não parei mais. Avistei o trevo onde indicava o quilômetro 20 e comecei a comemorar. 

Mesmo com pouco tempo de preparo, e principalmente sem sentir nenhuma dor no joelho, completei a prova em 1h55min46s, em um ritmo de 5:30min/km. Minha quinta Meia Maratona e meu terceiro melhor tempo nesta distância.






Aproximadamente 800 corredores na prova de 21km e mais 600 na prova de 6km. (foto: Fernanda Rosa


Robson Caetano, padrinho da edição 2012 da Meia Maratona de Pomerode.


Largada em frente ao pórtico da Cidade. (foto: Fernanda Rosa


Túneo de chegada no pavilhão de eventos de Pomerode. (foto: Fernanda Rosa


Com os maratonistas Eduardo Hanada e Ênio Augusto autor de um dos melhores podcast sobre corrida.


Com o amigo Michel Longo, que concluiu mais uma Meia Maratona dentro do seu objetivo.


O percurso.

Comentários

  1. Muito legal a nossa foto, Marcelo. Mais uma batalha vencida. Pra mim, acho que essa meia maratona foi pior que a maratona de SC. Pra mim valeu pois ainda não conhecia Pomerode e também pelo passeio. Você também fez um excelente tempo. As condições não ajudaram muito e podíamos ter ido melhor, mas faz parte. Meias maratonas não faltarão !!! Abraço, amigo. E bons treinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Eduardo. Você também fez um bom tempo. Acredito que se houvesse planejamento, é uma boa prova para se conseguir baixar o tempo, exceto o clima que aumentou a dificuldade da prova. Ano que vem voltaremos para "a corrida mais alemã do Brasil".
      Um forte abraço.

      Excluir
  2. Quanta honra ser citado e ainda com esse elogio haha.

    Pomerode não foi a prova ideal para fazer tempo. Eu mesmo quase morri depois da metade. Não treinei muito pra isso, mas o clima ajudou a quebrar ainda mais. Pelo menos, a base que temos nos permite completar a prova, ainda que o tempo não seja o desejado. Vamos pra próximas. Valeu pela foto e pela citação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Enio, concordo contigo, também não aguentei. Mas como você mesmo mencionou, completamos a prova, e principalmente ganhamos a "medalha", bonita diga-se de passagem, rs.
      É isso! pé no asfalto para a próxima.
      Um forte Abraço.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Desafio do Mirante - 4,7km

A Fratura

Corrida Internacional de São Silvestre - 15 km