Desafio Praias e Trilhas - 84km

Florianópolis(SC), 19 e 20 de outubro de 2013. Um tempo afastado das provas e do blog, e apenas agora, 2 meses depois do Desafio Praias e Trilhas, volto a escrever sobre essa prova surreal. 


A chegada dos 84km.

Dois motivos me afastaram durante esse período das corridas. 

O primeiro: os compromissos com os estudos na conclusão do penúltimo semestre de Engenharia Civil; e o segundo que vocês leram logo abaixo.


A Prova

O Desafio Praias e Trilhas é um prova de corrida divida em dois dias. Cada dia uma maratona. Totalizando 84 km, em um percurso numa das paisagens mais belas do Brasil. No primeiro dia, a largada as 7h30 da manhã, no Sul da Ilha de Florianópolis em Caieira da Barra do Sul, com chegada na Praia da Joaquina. 

No segundo dia, a largada as 7h na Praia da Joaquina, com a conclusão da prova na Praia de Ponta das Canas, norte da Ilha no Hotel Costa Norte Ponta das Canas. Sim... do Sul ao Norte de Florianópolis.


Devido aos compromissos profissionais e da faculdade, cheguei no Hotel em Florianópolis as 2h da manhã. Sem descansar direito, fiz algo insano que nunca mais quero repetir. As 5h da manhã já estava entrando no ônibus da organização, que nos levou até a local da largada.


Estava escuro, pela janela era possível observar a silhueta da geografia, um pouco da vegetação, do mar, das dunas, praias e estradas que horas depois, estaríamos percorrendo em direção a chegada. 

A pesagem oficial minutos antes, aferiu 82kg. Bem hidratado e com a camelback com 2 litros de água de coco, carbogeis e bar-protein, larguei para uma das provas mais incríveis que já participei. 

Incrível, porque se olharmos o mapa, nos dois dias, o desafio era atravessar a Ilha de Norte a Sul, enfrentando subidas e descidas íngremes, trilhas com pedras, praias de areia fofa, vilarejos, dunas e costões.


Nas trilhas fechadas com a vegetação, era possível encontrar águas que brotavam das áreas de interflúvio e desciam ladeira abaixo pela mata. Em cada encontro enchia o copo fornecido pela organização, e banhava a nuca para aliviar a temperatura do corpo. 

Ao todo eram 6 pontos de hidratação e 7 com frutas, sal, refrigerante e alimentos sólidos.

No primeiro dia, completei os primeiros 42km em 6h37min. Na pesagem na Praia da Joaquina, a surpresa: 80,9 kg. Fiz uma excelente hidratação ao longo do percurso, perdi apenas 1,1 kg no primeiro dia. Talvez isso foi o que garantiu a minha recuperação para largar no segundo dia. 

Ao longo da tarde uma leve caminhada pela Lagoa da Conceição, um lanche natural, frutas e muita hidratação, pois a segunda etapa já havia começado, quando pisei na Praia da Joaquina.

Largando com 9 competidores a menos, os últimos 42km foram incríveis, assim como os primeiros. 

Costões, praias extensas, com areia fofa, areia grossa, areia fina, trilhas fechadas, trilhas abertas, 
montanhas, pedras, muitas pedras e mar... o mar que nos acompanhou em movimentos incansáveis de arrebentação, quebravam o silencio, junto com a respiração ofegante em alguns trechos.

Tenho certeza que as imagens das paisagens ficaram gravadas por muito tempo em minha lembrança, mas entre todas a maior delas... a da chegada dos 84km na Ponta das Canas. 

Nos últimos 200 m, era preciso atravessar um canal com a água do mar até o peito.

Foi surreal. 

Depois de cair, tropeçar e escorregar em alguns pontos do percurso, um banho lavou todas as dores e cansaço que a prova proporcionou. 

Completei os últimos 42km em 7h43min, totalizando os 84km em 14h21min.


O Segundo Motivo

Desde os 52km do Desafrio em Urubici, em junho, um inconveniente surgiu nos meus pés. Algumas unhas começaram a ficar roxas, os hematomas aumentavam a cada prova de longa distância. Não havia dor, a questão era apenas estética e não me importei e continuei a correr.

Foram nos 84km do Desafio Praias e Trilhas que os "garrões" se agravaram. O resultado dos tropeços em cepos, pedras e raízes, apareceram uma semana depois. Com a inflamação já maior, comecei a sentir fortes dores nas unhas e precisei ir a uma podóloga. Não cheguei a ler nada sobre como evitar essa questão, mas acredito que a numeração do tênis, tem uma grande influência sobre isso. Eu corro com o meu número exato, e as vezes me pergunto se uma numeração maior não resolveria.

De qualquer forma estou a 2 meses sem correr. Voltando agora. Aos poucos. Fazendo um devido tratamento nas unhas dos pés, e aguardando para voltar em 2014 com toda força, para enfrentar em maio, os 100km da Costa Esmeralda Ultra Trail.

E para finalizar... a todos vocês, que me acompanham nessa jornada, que me acompanharam em 2013,  a todos que apenas lêem, aos que já correm muito e aos que pretendem começar a correr... 

Um Feliz Ano Novo! Muitos e bons kms em 2014.



Desafio Praias e Trilhas
Tempo líquido: 14h21min35s

Distância: 84 km
Posição Geral: 52 de 94
Posição na Faixa etária 35-39: 12 de 16







A chegada na Praia da Joaquina... os primeiros 42km concluídos


a largada no segundo dia... na Praia da Joaquina...

em alguns trechos... Costões de pedras...

... trilhas a beira mar...

dunas...

areia fofa...

 praias extensas...

 descidas...

subidas...

mais subidas e dunas...

... avistando a chegada... depois de 84km...

os últimos 200m foram assim... surreal!


a travessia...


a vitória!

 a alegria!

o percurso.



Comentários

  1. Grande Marcelo, feliz ano novo meu amigo.
    Que relato hein, prova casca grossa das piores, eu nem me arrisco ainda a fazer uma dessas.
    Abraço e bom retorno aos treinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fabio.
      Rsrs... o que assusta é o nadapedalacorre... esse é para poucos, rs.

      Valeu!
      Abraços.

      Excluir
  2. UAU...que brutalidade !!

    Espectacular Marcelo , estou sem palavras...

    a minha admiração e orgulho...muitos parabens...

    ...e que belo "relato" da prova, com fotos magnificas , obrigado pela partilha !

    quanto ás unhas , pela minha experiencia , um numero acima do normal acaba por resolver , mas se o esforço for mesmo muito , não á unha que resiste , mas tá descansado , elas vão cair , mas voltam a crescer :D , eu sei porque já passei pelo mesmo ! :)

    um grande ano de 2014 para ti...muita força...

    abraço
    Artur B

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Artur,

      Obrigado pela dica e pelo apoio. Vou cuidar desse detalhe da numeração... o visual das unhas não é dos melhores, mas quando voltam, voltam bem bacanas... novinhas em folha, rs.

      Um feliz 2014 para você também, com grandes desafios.

      Um abraço.

      Excluir
  3. Tenho um baita orgulho de você.. Acompanhando as provas, é perceptível ver o esforço e a garra de todos os corredores, que se desafiam e acreditam. Sei o quanto o seu esforço é ainda maior, como toda a rotina do dia-a-dia, ainda encontra disposição para treinar e vencer!! Não importa o lugar no podium, importa é participar e completar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela mensagem.
      Também tenho uma grande admiração e orgulho por você.
      Te Adoro!
      Bjs.

      Excluir
  4. Marcelo, parabéns pelo grande desafio. Prova fantástica, um marco incrível do ano 2013. Espero que estejas bem de saúde, apesar da ausência no blog. Força!
    abraço e boas corridas!!!
    Helena
    Blog Correndo de bem com a vida
    @Correndodebem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Helena!

      Valeu pelo apoio. Estou ausente das provas e do blog, inclusive preciso atualizá-lo.

      No mais esta tudo bem... logo retorno as provas.

      Bons kms e bons treinos.
      Abraços.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Desafio do Mirante - 4,7km

A Fratura

Corrida Internacional de São Silvestre - 15 km