sábado, 16 de agosto de 2014

A Decisão

Blumenau (SC), 16 de Agosto de 2014. Um pouco atrasado o post, mas vejo a necessidade de deixar registrado.






Dia 18 de Julho. Sexta-feira 7h45.

Depois de 48 dias da fratura na fíbula o fisioterapeuta AndersonTomelin (Fisioterapeuta do time de futebol Clube Atlético Metropolitano) falou:

- Agora vamos apoiar o pé no chão! 

Como eu aguardava ouvir essa frase! 

Cinco dias antes do previsto, o apoio parcial da carga sobre o pé, já era um sinal de evolução. 

Um alívio... a fisioterapia estava produzindo efeito. 

Era necessário continuar o tratamento, mais algumas sessões e alguns exercícios em casa, e também  "contraste" (com o pé, local da fratura, imerso em água quente e água gelada, alternando 3 min cada, por 15 minutos no total).


Dia 01 de Agosto. Sábado 16h30.

Depois de 60 dias da fratura na Fíbula e faltando 16 dias para a Maratona de SC, a contagem regressiva para a loucura de participar do 42 km, havia começado hoje, quando voltei para a academia.

Mancando um pouco, não de dor, mas pela limitação da amplitude motora do pé que ainda não estava 100%.

A inscrição para a Maratona, havia feito 3 dias antes de quebrar a perna, mas a vontade de participar dela, devido ao objetivo que havia por trás, já me acompanhava desde o ano passado.Literalmente corria contra o tempo, para me recuperar. 

Concentrei os exercícios de fortalecimento muscular nas pernas e suplementação. 

E assim foi. 

Contraste. academia, suplementação e mais academia.


Dia 12 de Agosto. Terça-Feira 10h15.

Depois de 72 dias da fratura e faltando cinco dias para a Maratona, era o dia do retorno ao médico. 

E o diagnóstico, incisivo e profilático:

- Você ainda deve evitar exercícios de impacto, como corrida ou pular.

Sai do hospital com a frase latejando na minha cabeça. 

Os riscos eram enormes, diversas patologias poderiam desencadear devido a exposição da perna, aos 42,195 km.

Não sei explicar, eu estava seguro, estava me sentindo bem.

Quando lembrei do objetivo em completar e cruzar a linha de chegada, tomei a decisão.

A Maratona de SC estava se aproximando.









8 comentários:

  1. O dia estava próximo e eu nem imaginava o que estava por vir.. Só tentava amenizar a sua dor através de gestos e palavras de apoio. Eu só queria vé-lo correr novamente no final do ano, assim eu imaginava que seria.. Mas.. Estava errada..

    ResponderExcluir
  2. Que guerreiro, Marcelo !!! Quando te vi na maratona senti que havia algo estranho e fiquei curioso pra saber o que estava acontecendo. Não sabia dessa super curta recuperação e da vontade maior de completar a maratona de Santa Catarina. Ano passado eu estava em situação parecida, mas acabei abortando. Meus parabéns !!! Você é um vencedor !!! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Eduardo,

      Cada vez acredito mais, que quando desejamos muito alguma coisa, tudo conspira a favor. Sei que qualquer prescrição médica me deixaria como espectador nessa Maratona, mas tinha uma opção: tentar.

      Você também foi um guerreiro, e lembre-se exemplos como o que você passou, inspiram novos desafios.

      Boas corridas amigo!

      Abraços.

      Excluir
  3. Vc é um guerreiro Marcelo. Fiquei feliz em te ver na Maratona sabendo das tuas condições, só atleta forte tem essa vontade de vencer. Meus parabéns que conseguiu completar para pedir sua namorada em casamento. Estou feliz com toda a situação que vc correu pra fazer isso.
    Parabéns meu amigo. Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabio,

      Obrigado.

      Cara... o seu apoio no km 32 foi salvador. Esqueci do café da manhã, rs... pensei em todos os detalhes, mas esse passou, em branco, rs.

      Você fez uma grande prova.
      Dentro do tempo que você se tinha para treinar, você fez um excelente tempo.

      Entre os relatos que lemos nos blogs de outros corredores, aprendi com os seus, que precisamos ouvir o nosso corpo... isso é fundamental, ele nos dirá o exato momento que devemos parar ou continuar.

      Bons treinos,

      Abraços meu amigo.



      Excluir
  4. Simplesmente inacreditável! Estou boquiaberto com este seu post. Parabéns Marcelo! Você é um guerreiro. Sinceramente não tenho palavras para descrever aqui minha enorme surpresa ao saber que você correu a Maratona de Santa Catarina. Realmente acredito que nossos limites estão muito mais na nossa cabeça do que propriamente no nosso corpo.

    Parabéns meu amigo
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Guilherme.

      Deve existir uma linha entre esses limites, ora ou outra, nossa mente ultrapassa.

      Depois da maratona, ficam as dores musculares do esforço físico. Agora quero me recuperar bem, pode levar semanas, quero recomeçar do zero, distâncias de 5k, 10k... pois é sempre bom lembrar da frase de Abílio Diniz: Cuide do seu corpo, você mora nele!

      Obrigado pela mensagem.

      Manda notícias meu amigo.

      Abraços.

      Excluir